Batizados

Instruções sobre o Sacramento do Batismo

Diretório dos Sacramentos

  1. Diretrizes Pastorais

Quem pode receber o batismo:

  1. Pode ser batizada toda pessoa ainda não batizada e somente ela (cân. 864).
  2. Toda criança tem o direito ao sacramento do batismo, independentemente da situação civil dos pais (solteiros, amasiados, separados ou divorciados), mediante o compromisso dos pais e padrinhos de assumirem a formação cristã da criança.
  3. Filhos de pais de mista religião, sendo um deles católicos e o outro não, podem ser batizados mediante pedido do casal ou apenas da parte católica.
  4. Uma criança não batizada, a partir dos sete anos, só pode ser aceita para o batismo após receber instrução sobre as principais verdades da fé, a pessoa de Jesus Cristo e o significado deste sacramento.

Ministros do batismo

  1. São ministros ordinários do batismo o bispo, o presbítero e o diácono. Em caso de necessidade pastoral, ministros extraordinários do batismo poderão ser designados pelo bispo local, sem substituir os ministros ordinários (Cf. CNBB, Doc. 19, Batismo de crianças, n° 197-202 e Doc. 62, Missão e ministério dos cristãos leigos e leigas).
  2. Em perigo de morte, qualquer pessoa movida por reta intenção pode administrar este sacramento (Cf. cân. 861,2).
  3. Os párocos sejam solícitos para que os fiéis aprendam o modo certo de batizar (Cf. Cân 861,2).

Os Padrinhos

  1. Cabe aos padrinhos, tanto quanto possível, acompanhar o batizando adulto na iniciação cristã e, junto com os pais, apresentar ao batismo o batizando criança (Cf. Cân. 872).
  2. Habitualmente, a escolha recai sobre um padrinho e uma madrinha; podendo-se também admitir apenas um padrinho ou uma madrinha (Cân. 873).
  3. A escolha do padrinho ou madrinha deve ser feita pelos pais ou responsáveis pela criança.

a)      Se for adulto, cabe ao batizado a escolha.

b)      Em situações extraordinárias de falta de padrinho, o ministro do batismo pode também proceder à escolha.

  1. O padrinho/madrinha não pode ser o pai nem a mãe do batizando.
  2. Deve ser católico, fiel aos preceitos da Igreja e ter 16 anos completos ou maturidade suficiente, de acordo com o parecer do ministro ordinário, tenham recebidos os sacramentos do batismo, da eucaristia e os menores de idade sejam crismados.
  3. Um católico, por motivo de parentesco ou amizade, pode servir de testemunha cristã de uma pessoa que vai ser batizada numa Igreja cristã não-católica, desde que a mesma não tenha sido batizada na Igreja católica.
  4. De forma semelhante, um cristão não-católico, ao lado de um padrinho católico, pode servir de testemunha cristã de uma criança que vai ser batizada na Igreja Católica.

c)        Os padrinhos casados só no civil ou que não são casados pela igreja, serão admitidos como testemunhas, desde que ao lado de um padrinho ou madrinha que esteja em comunhão plena com a Igreja.

Preparação dos pais e padrinhos

  1. Os pais, ao pedirem o batismo para a criança, estão pedindo para ela também a fé, como aparece no rito de acolhida do batismo. Em vista da responsabilidade que assumem, devem ser adequadamente preparados pela comunidade.
  2. A preparação para o Batismo seja feita de preferência na paróquia da qual participam os pais e os padrinhos, territorial ou de afinidade. A preparação se faz:

a)      Na comunidade, fora dos momentos de celebração, reunindo várias famílias e padrinhos das crianças que serão batizadas, ou

b)      Na casa do batizando, com a presença de membros da equipe da pastoral do batismo e do maior número possível de familiares e dos padrinhos futuros do batizando.

Como fazer a preparação dos pais e padrinhos

  1. A critério do pároco, podem ser dispensados da preparação pais e padrinhos que habitualmente participam da vida litúrgica da comunidade, quem já tiver feito a preparação em outra oportunidade, ou que já fizeram outro tipo de aprofundamento na fé.
  2. É conveniente diferenciar o conteúdo da preparação dos pais já iniciados na fé e integrados na vida da comunidade, daqueles que por diferentes razões, mas com boa vontade, apenas procuram a comunidade para o batismo de seus filhos.
  3. A preparação não se resuma apenas a uma forma teórica (encontros, palestras, cursos…). É também importante rezar com os pais pelos filhos, criar um ambiente de “encontro com o Senhor”. E anunciar o querigma em linguagem apropriada aos interlocutores.

Local e dia do batismo

  1. O lugar próprio para se realizar o batismo é a igreja (cf. Cân. 857 §1). O batismo deve ser realizado, de preferência, na igreja matriz da paróquia ou na comunidade em que os pais participam ou residem.  O “dia do Batismo” é, preferencialmente o domingo, dia em que celebramos a Páscoa do Senhor.

A celebração do batismo

  1. O batismo deve ser celebrado de forma solene.
  2. É desejável que a família da criança e seus padrinhos sejam envolvidos na preparação da liturgia, escolha de textos bíblicos e cantos litúrgicos, elaboração de orações próprias, etc.
  3. A celebração pode incluir:

a)      A procissão de entrada, tendo à frente o círio pascal, na qual a família da criança e os padrinhos conduzem o novo membro à família do Senhor;

b)      Um momento especial de “ação de graças” pelo dom da vida da criança, feito pela família da criança, perante a comunidade;

c)      Um momento de oferta da vida do batizando ao Senhor, por meio de uma oração especial ou de um momento de silêncio.

  1. Após a celebração do batismo, pode-se fazer um ato de devoção a Nossa Senhora, conforme o Ritual do batismo de crianças (n° 220) – a fim de atender o desejo de algumas famílias.

Registro e certidão do batismo

  1. Insista-se para não batizar a criança antes de ser registrada no civil. Registre-se o batismo no livro de batizados, em conformidade com o registro civil.
  2. Entregue-se aos pais uma certidão do batismo como forma de demonstrar que a criança pertence a uma comunidade cristã. Os pais guardem a certidão do batismo, porque facilitará a busca de sua cópia na paróquia, quando for necessário.

Batismo de Adultos

  1. Os adultos serão admitidos ao batismo após catecumenato e vivência na comunidade paroquial. Devem manifestar sua vontade de receber o batismo, estar conscientes das obrigações cristãs que assumem, e ser admoestados para que se arrependam de seus pecados (Cf. cân. 865 §1). É importante seguir as orientações do Ritual de Iniciação Cristã de Adultos (RICA).
  2. O batismo seja conferido a um adulto não apenas em vista de outro sacramento, principalmente o matrimônio. Seja, antes, desejado por si mesmo, como porta de ingresso à fé e à comunidade cristã.
  3. Em perigo de morte, o adulto pode ser batizado, desde que tenha algum conhecimento das principais verdades da fé, manifeste, de algum modo, sua intenção de receber o batismo e prometa observar os mandamentos da religião cristã (Cf. Cân. 865,2).

Preparação dos adultos para o batismo

  1. A preparação do batismo dos adultos tem por finalidade levá-los à conversão e à maturidade da fé, bem como ao acolhimento do dom de Deus no batismo, na confirmação e na eucaristia. É louvável seguir o ano litúrgico na preparação cristã dos adultos, conforme o Ritual de Iniciação Cristã de Adultos (RICA).
  2. Na acolhida para a catequese de adultos, considerem-se os que estão em união ilegítima, para melhor orientá-los quanto aos sacramentos que estarão aptos a receber, o batismo e a crisma.
  3. Os catecúmenos devem se iniciados nos mistérios da salvação e na prática de uma vida evangélica, e introduzidos, mediante ritos celebrados em épocas sucessivas, na vida da fé, da liturgia e da caridade do povo de Deus (Catecismo da Igreja Católica, 1248).

PARA MARCAR PREPARAÇÃO PARA O BATISMO

VIR ATÉ A SECRETARIA  COM ANTECEDÊNCIA PARA RETIRAR UMA FICHA  PARA PARTICIPAR DO CURSO, APRESENTAR OS SEGUINTES DOCUMENTOS:
  • SE FOREM CASADOS: CERTIDÃO DO CASAMENTO RELIGIOSO
  • SE FOREM SOLTEIROS: CERTIDÃO DE BATISMO
-Padrinhos menores de idade, deverão apresentar o Certificado do Crisma.

PARA MARCAR BATIZADO

VIR À SECRETARIA COM PELO MENOS 1 DIA DE ANTECEDÊNCIA DA DATA ESCOLHIDA COM OS SEGUINTES DOCUMENTOS:
  • CERTIDÃO DE NASCIMENTO DA CRIANÇA
  • CERTIDÃO DE CASAMENTO DOS PAIS E PADRINHOS (CASAMENTO RELIGIOSO)
  • PADRINHOS SOLTEIROS: CERTIDÃO DE BATISMO
  • COMPROVANTE DE PREPARAÇÃO DOS PAIS E DOS PADRINHOS
  • TAXA R$ 68,00